A Escola de Teatro

A Escola de Teatro existe desde o final da década de sessenta.

Em seu início, ela tinha um caráter livre e atendia somente o público adulto, uma vez que a própria Fundação das Artes ainda era um embrião de ideias e sonhos. Nesse período, tivemos a oportunidade de ter em nossa Escola profissionais de teatro como Eugênio Kusnet, Jefferson Del Rios, Jonas Bloch, Silnei Siqueira, Ulysses Cruz e muitos outros que solidificaram essa Escola que existe até hoje.

Passados anos e buscando novos caminhos, a Escola, a partir de 1986, institui o Curso Técnico concomitantemente com o Curso Adolescente. Em 1998, inicia o atendimento da prática artística para o público infantil (8 a 10 anos) e juvenil (11 a 13 anos), e, a partir de 2000, define a nova estrutura da formação técnica que ainda hoje é oferecida.

Os Cursos Livres Infanto-Juvenil-Adolescente surgiram num momento de transição nos projetos pedagógicos da Escola de Teatro da Fundação das Artes. Em 1998, na intenção de atender um público que até então era ignorado pela Escola, surgiu o Curso Livre Infanto-Juvenil. Passados todos esses anos, obtivemos resultados e aperfeiçoamento acima da média e muitos dos nossos alunos seguiram carreira, formando-se em nosso curso técnico ou graduando-se em Escolas Superiores de Ensino em Artes Cênicas.

Outros partiram para caminhos diversos, mas com certeza levaram consigo os princípios básicos do teatro e agregaram às suas carreiras profissionais, que é a observação e a escuta, o trabalho em grupo, a compreensão e o respeito sobre o fazer artístico e a apreciação da arte. Não se esquecendo da percepção enquanto indivíduo que pode e deve agir para uma sociedade melhor.