Skip to content
Release Saiu na Imprensa Manual de Identidade Visual
Compras e licitações Chamamento Público Bolsa Monitoria Bolsa Munícipe
Revista Raízes Revista Raízes - Edições Especiais Livros

PAPI Linha do Tempo



Dança - Grupos de Dança


GRUPOS DE DANÇA

Os grupos de dança da Fundação das Artes são oferecidos como atividade extracurricular. A existência desses grupos possibilita a descoberta de novos talentos e permite trabalhá-los mais profundamente, por meio de ensaios e aulas diferenciadas, ajudando a aperfeiçoar a técnica individual de cada um. Possibilita aos alunos trabalhar ballets tradicionais de repertório, além do contato com outros estilos dentro da dança clássica.

Por outro lado, os grupos também levam o nome da Instituição, participando de festivais e apresentações em nível nacional, possibilitando aos alunos a vivência de palco e trocando experiência com outros grupos. Assim, os estudantes começam a amadurecer seu lado profissional.

Os grupos vêm, a cada ano, acumulando premiações e menções em alguns dos principais festivais do país, já sendo, portanto, responsáveis pela projeção do nome da Fundação das Artes no cenário da dança.

Em 1998, cria-se a Companhia de Dança Juvenil, trazendo como integrantes alunas ainda em formação. É um grupo clássico que desenvolve trabalhos livres e de repertório (conjunto, pas de deux e variações), tendo alcançado primeiros lugares no Festival de Dança de Joinville, Passo de Arte, Dança Ribeirão, Festival Bravos, entre outros.

A Companhia de Dança - Núcleo Adulto, criada no mesmo ano, com integrantes formados pela Fundação e convidados, parte para uma linha contemporânea, desenvolvendo produções como: Deixa Acontecer, com músicas e poemas de Vinícius de Moraes; Resta 1, em que brincou se com o tema por meio da dança-teatro. Em 2002, se lança profissionalmente como Stacatto Companhia de Dança, com o trabalho Yin, de Ivonice Satie, sob direção artística de Caren Polido Ferreira. Dentre os coreógrafos com quem também trabalharam estão Luiz Ferron e Miriam Druwe. Embora essa Companhia tenha se desligado da FASCS, serviu como um necessário impulso para a formação e motivação de novos grupos. Assim, integrantes das demais formações da instituição continuam a desenvolver-se e alunas passam a ser contratadas por elencos profissionais ou partem para o aperfeiçoamento no exterior.